CRUZEIROS

Fui conhecer o novo MSC BELLISSIMA e nem sei o que vos diga

Para que este post seja o mais fiel possível às minhas emoções, estou a escrevê-lo da varanda da minha cabine.

Apesar de vos ir falar um pouco do navio em si, tamanho, características mais técnicas e dos espaços, esse tipo de informações podem encontrar, facilmente, na internet, em todas as notícias ou press release que saíram sobre o novo Bellissima.

Eu quero dar-vos mais que isso! Quero que sintam que estão aqui comigo a viver esta experiência.

Conhecer o Bellissima estava nos meus planos, mas não na viagem inaugural, uma vez que acabei de sair do MSC Lírica, onde fiz um itinerário incrível no Golfo Pérsico, que vos falarei em outro post.

Mas, assim de repente, cheguei fiz as malas e fui apanhar o Bellissima ao Porto de Lisboa.

Para quem conhece o Porto de Lisboa, escuso de me alongar que é um dos Portos mais bonitos que há!

E não estou a ser exagerada, posso dizer-vos que há uns meses fiz uma viagem no MSC Precioza e o desembarque foi no Porto de Lisboa.

Pela primeira vez, ouvi o Capitão a descrever tudo o que se via à medida que se chegava ao Porto.

Temos que nos orgulhar! A cidade de Lisboa é mesmo incrível!

Para além disso, embarcar em Lisboa tem aquela vantagem que entre sair de casa e entrar na cabine são pouco mais de 30 minutos!

Quero dizer que não ia com as expectativas muito elevadas, uma vez que já conheço vários navios de umas tantas companhias.

Por isso, normalmente vou muito tranquila e sem expectativas.

Além do mais que, neste caso, já tinha viajado no irmão MSC Meraviglia.

Podem ler o post aqui:

MSC MERAVIGLIA | Será mesmo uma maravilha?

Neste caso, a viagem que fiz com o Meraviglia foi muito mágica, também porque o destino em si era a Noruega, país pelo qual nutro um carinho muito especial.

Agora falando do MSC Bellissima!

Bellissima faz jus à beleza ao design, à arquitectura, à funcionalidade, à modernidade, à exuberância deste barco!

Mas faz também jus às pessoas que lá trabalham, senti que todo o staff estava muito feliz e orgulhoso por estar ali.

Senti que estavam ali para nos receber de braços e sorrisos abertos.

E isso, faz muita diferença! As pessoas e o serviço pesam muito na satisfação dos cruzeiristas, uma vez que se passa muito tempo dentro do barco.

Lembram-se quando falei no Meraviglia e senti o staff muito cansado e um pouco distante das pessoas, aqui no Bellissima é o oposto.

Mesmo quando os viajantes nem sempre eram os mais simpáticos, do lado do staff vinha sempre um sorriso.

Senti que a experiência que nem sempre correu bem no Meraviglia, talvez pela inexperiência da MSC com barcos muitos grandes e com tantas pessoas, serviu como uma aprendizagem.

Não há nada melhor, quando se aprende com os erros! Quando se ouve as críticas dos viajantes e se aperfeiçoa o conceito.

Este navio não é apenas mais um navio, é o Bellissima!

Quarto

O meu quarto tem varanda e é muito espaçoso!

É aqui que vos estou a escrever enquanto o Bellissima navega entre Portugal e Espanha.

A varanda é bem maior do que a de outros quartos semelhantes que já viajei nesta companhia.

A cama é óptima, não fosse o barco tão bom, passava lá mais horas!

Sendo que o barco é novo, todo o mobiliário e casa-de-banho estavam em ótimas condições.

 

Zoe

A Zoe é uma das inovações do Bellissima é a primeira assistente virtual de cruzeiros, uma espécie de Siri para os cruzeiros da MSC.

Com a ajuda de Zoe, é possível reservar restaurantes, excursões e conferir a fatura de uma forma rápida e fácil. Entre os sete idiomas da robô está o português.

Todavia, a Zoe e eu não criámos boas relações. Talvez porque eu prefiro pessoas em vez de máquinas, ela não me deu grande trela.

Por isso, entre nós não houve química e não senti grande utilidade, uma vez que não me serviu para nada.

Mas já lhe disse, que lhe darei uma segunda oportunidade na próxima vez que viajar no Bellissima.

Restaurantes / Buffet / Restaurantes Temáticos

Acredito que gerir a fome de muitas pessoas deva ser uma das maiores dificuldades que os barcos de grande capacidade devem ter.

Neste caso, apesar do navio ter capacidade para levar quase 5 700 passageiros, ele não estava cheio, por isso, foi sempre muito pacífico e tranquilo.

Os restaurantes têm sempre uma carta com boas escolhas, o buffet é enorme e a variedade e oferta é mais que muita.

Quanto aos restaurantes temáticos, há o Kaito Teppanyaki e o Sushi Bar ambos de comida asiática.

Há o Hola! Tapas Bar do premiado com 2 estrelas Michelin, o Chef espanhol Ramón Freixa e o L’Atelier Bistrot de comida francesa.

E ainda o Butcher’s Cut, um restaurante que faz uma carne fantástica, este último tive o prazer de ir lá jantar e só vos digo duas palavras: Obrigatório irem!

Zonas Sociais

Não podia começar a falar das zonas sociais sem falar da Promenade de dois andares, é uma zona lindíssima!

Tem um tecto de LED que vai mudando durante 24 horas e que nunca ficamos indiferente.

A tela de LED tem 480 metros quadrados e 80 metros de alegria!

É nessa zona que existem as lojas, os bares e os restaurantes temáticos.

Aqui facilmente nos esquecemos que estamos dentro de um barco.

Parece que passeamos numa rua com lojas, com locais para comer e beber, mas com um céu mágico! É incrível!

É também na Promenade que existe a animação nocturna.

Tal como no Meraviglia, o Champagne Bar é muito elegante!

Mas, para além disso, o navio tem 20 bares com a mais diversa oferta musical, inclusivamente há um típico pub inglês sempre com televisões a dar futebol, chamado Master of the Sea!

Quanto às lojas, há a perfumaria que tem uma loja incrível (levem espaço na mala porque a loja tem uma variedade fantástica!), com umas funcionárias ainda mais incríveis!

Tem ainda lojas de roupa, malas, relógios e joias.

Há também a famosa chocolataria Jean-Philippe Chocolat & Café, onde são produzidas autênticas relíquias feitas em chocolate.

Depois há ainda o ginásio, o Spa, as piscinas que permitem sempre dar uns mergulhos e apanhar um solzinho!

Animação

No London Theater, há espetáculos diferentes todos os dias.

Todos com uma qualidade e diversidade incrível.

A MSC já nos habitou a ter grandes artistas a bordo, mas não querendo desvalorizar os outros, os poucos espetáculos (porque estive pouco tempo a bordo) que assisti, tiraram-me o folgo.

Tal como no Meraviglia, também no Bellissima há o Cirque du Soleil, que desta vez não tive oportunidade de assistir. Mas não tenho qualquer dúvida que a qualidade será a mesma!

No Polar Aquapark¸ que é um parque aquático, é um dos sítios onde as famílias mais se divertem!

Para além disso, há o Sportplex, que é um parque de diversões para praticar actividades desportivas e que há noite se transforma numa discoteca.

Há ainda um Simulador de F1 e uma Pista de Bowling de tamanho real.

Há também imensas actividades para bebés e crianças!

Há tanta coisa, que só vos digo: venham ver com os próprios olhos!

 

Animação na Promenade

Quis destacar esta animação do separador em cima, porque foi um momento que me emocionei muito.

Eu estava a caminhar na Promenade, a ouvir a música que estava a dar, a ver os animadores a dançar com as pessoas e, de repente, no piso de cima começa um DJ a animar.

Subitamente, entram uns dançarinos, uma Drag fantástica (Ricardo) e um cantor/animador maravilhoso. E a Promenade virou um local cheio de pessoas felizes!

Juro que me emocionei, estava a filmar e a fotografar e perdi-me a olhar para crianças pequenas, para pessoas de 20, 30, 60, 80 anos aos saltos felizes a dançarem, a serem livres, a serem verdadeiramente felizes!

Não há nada mais difícil do que “agarrar” um público, ainda por cima, quando a disparidade de idades é tão grande.

Quando a diferença cultural é imensa.

E de repente, aconteceu! Parecia magia!

Eu não sabia se havia de dançar, de olhar à minha volta, de olhar para cima e de ver esta equipa a trabalhar de uma forma exemplar, mas sei que fiquei com um sorriso paralisado na cara.

Absurdamente incrível, principalmente porque não é fácil.

Sabemos bem que os povos são muito diferentes entre si.

Os brasileiros reagem à festa de uma forma, os asiáticos de outra, os alemães também eles de outra, os ingleses, os espanhóis, os portugueses…

Mas ali, naquele momento, não havia isso.

Éramos todos da mesma nacionalidade: a felicidade!

Tive oportunidade de conhecer o Francesco Pulpo, que é o homem que “dá tudo” em cima daquela Promenade para fazer as pessoas felizes.

Ele é o rosto que está à frente de uma equipa fantástica de animação.

 

Staff

E costuma-se dizer que o melhor fica para o fim!

Já referi em cima que o staff deste barco é um staff especial.

É um staff Bellissima, que quer muito que os passageiros sejam felizes.

Os funcionários em geral, quer dos restaurantes, do buffet, da limpeza, da recepção ou das lojas, são todos muito profissionais, educados e simpáticos.

Nota-se que estão muito orgulhosos por estarem a inaugurar o Bellissima.

Achei que o Director de Cruzeiro um pouco apagado, em relação ao resto do staff, faltava-lhe alegria e energia.

Não posso deixar de fazer um apontamento especial à equipa de animação, aos bailarinos, à drag, aos cantores, aos músicos, ao Dj, à equipa de som e luz e ao rei da festa, que já falei em cima, ao Francesco!

Passem pelo meu Instagram, que irei partilhar várias Stories no Destaque Bellisima, para vocês me dizerem se os “cruzeiros são para velhos”!

Ali vive-se uma animação que não há quem aguente!

 

MSC Bellissima é um barco de Pessoas para Pessoas, mas aqui ficam os números

Capacidade de Passageiros: 5 686

Capacidade de Tripulação: 1 564

Promenade: 96 metros

LED da Promenade: 80 metros

Restaurantes: 12, dos quais 5 são temáticos

Medidas: 315 metros; 43 metros; 67 metros (Comprimento, largura e altura)

Falar Português

Recebo muitas vezes mensagens de pessoas a dizerem que não falam inglês e que têm receio de não conseguirem ser entendidos a bordo.

Neste barco, na recepção podem perguntar pela Amélia e pela Sara que terão todo o gosto em falar português convosco.

Para além delas, há sempre quem fale pelo menos espanhol e já entende o que nós dizemos.

Assim como na perfumaria, vão encontrar a Thais e a Heloísa, que já conhecia do Meraviglia e que fiquei muito feliz por voltar a encontrar aqui.

Elas são muito simpáticas e sempre disponíveis para ajudar.

Também no buffet e nos restaurantes há sempre quem fale português ou espanhol e acreditem que ninguém vos vai virar as costas e dizer que não vos podem ajudar.

Com esta equipa isto não vai mesmo acontecer!

Elitista

Para quem lê o meu blog já percebeu que o meu foco é falar de Cruzeiros, pois é o tipo de viagens que mais faço.

E muitas vezes sou criticada por o fazer, uma vez que falam de cruzeiros como sendo para um público elitista e egoísta sem preocupação com o ambiente ou com a humanidade.

Mas ao contrário de muito do que se diz, muitas vezes, apenas por dizer, as companhias de cruzeiros são e estão cada vez mais preocupadas com a vida dos oceanos.

Bem como, neste caso, a MSC é parceira activa da Unicef e muitas pessoas que os criticam, nem sabem disso.

Aqui, no MSC Bellissima dei-me conta de um tema muito importante, a inclusão.

Vemos pessoas de todas as nacionalidades, raças, géneros, “tamanhos” a trabalharem no staff, mas não no staff “escondido”, pessoas que nos aparecem à frente.

E assumir a diferença e a inclusão é um enorme passo para a humanidade!

Por isso, a próxima vez que me chatearem com o tema do elitismo, só vos peço que façam uma viagem no MSC Bellissima.

E vejam o quão melhor seria o mundo cá fora, se nos respeitássemos todos da forma como eles se respeitam a bordo!

E por fim, porque este post já vai muito longo, mas a culpa não é minha, é deste Bellisima que me conquistou completamente.

Quero apenas dizer que passei uns dias incríveis, que o itinerário foi o menos importante (ao contrário do Meraviglia), que conheci vários bloggers internacionais que lá estavam a convite da MSC.

Conheci também várias pessoas da MSC internacional com quem partilhei experiências de vários barcos e destinos e percebi que é isto que me faz querer conhecer o mundo: as pessoas!

Foi bom falar com várias pessoas ligadas ao tema que mais escrevo no blog (cruzeiros) e sentir que eles reconhecem o meu trabalho! Fiquei muito feliz! ♥

Porque na verdade, nem sempre corre bem, em breve irei falar sobre isso, mas acredito que as críticas construtivas servem para serem mais e melhores.

E a prova disso, foi o facto de te visto os melhoramentos que fizeram face aos erros iniciais do Meraviglia, mas quando corre bem, também temos que partilhar e felicitar!

E a minha viagem do MSC Bellissima correu maravilhosamente!

Itinerários

Se quiserem passar uns dias a bordo do MSC Bellissima, pode apanhá-lo em Barcelona, ou também em Marselha, Génova, Nápoles e Messina (na Sicília).

O único porto em que o navio faz escala, mas não é possível iniciar um cruzeiro é em La Valletta, em Malta.

Em Novembro, o navio rumará em direção ao Golfo Pérsico, onde ficará a realizar cruzeiros semanais com partida do Dubai durante o Inverno de 2019/20.

Posteriormente, rumará do Golfo Pérsico para o Japão.

E talvez nessa altura, sou capaz de o reencontrar! 🙂

 

Outros posts sobre Cruzeiros que podem gostar:

Principais Companhias de CRUZEIRO
Porque deve fazer um CRUZEIRO nas próximas férias?
24 Dicas imprescindíveis para fazer o PRIMEIRO CRUZEIRO

 

Se quiserem ler mais sobre Cruzeiros, está tudo aqui:

Cruzeiros

 

Notas Importantes:

Se alguma Agência de Viagem, Operador Turístico, empresa ligado ao setor das viagens e do turismo ou qualquer meio de difusão quiser usar este ou outro conteúdo meu, agradeço que me peçam autorização e que usem os devidos créditos.

Créditos das fotografias: Todas as fotografias são propriedade de Até já!

 

Até já!

 

Se quiser receber a Newsletter do Até já,  basta inscrever-se na barra lateral lado direito.

Fico feliz por estarmos mais perto!

 

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

2 Comments

  • Célia Abelenda

    Até já,grata pela partilha..
    É bom muito bom saber que o serviço melhorou face ao Meraviglia,isto porque eu pessoalmente não fiquei encantada…para ja fomos no pico de ferias (agosto)ou seja o navio estava repleto,o que significou muita gente(gente a mais na minha opinião),muita desorganização ,pouca eficiência em termis de recolha de loiça suja,e via se que o racio da tripulação face ao número de passageiros era insuficiente…
    Fico contente que tena melhorado,mas eu pessoalmente acho que prefiro o conceito de menos pessoas…
    Quanto ao navio ,deve ser igual ,presumo ao Meraviglia (pelo que vi), é bonito,sem dúvida…mas também não pisso deixar de apontar que fiquei um pouco desiludida em relação ao tamanho,para 2pessoaa não era mau,mas no nosso caso eramos 4,tornando se um pouco pequeno…
    A varanda é uma vantagem para quem faz cruzeiris de verão mas para sitios quentes,a rota que fizemos embora lindissima ,era um pouco fria,oelo que era raro utiliza la …com muita pena minha…
    Não achei piada nenhuma ao facto de não terem os coletes no quarto…. Quando descobri qur não tingamos confesso que fiquei um pouco preocupada…
    Em relação a rota fizemis Alemamha,Reino Unido e Irlanda…5estrelas…adorei!
    K facto de ser mais interactivo também gostei,facilitou por exemplo a saída,pois pude fazer o pagamento na máquina….
    Foi uma experiência que embora tdnga gostado, não Amei…Dizem que a Royal é melhir em termis de companhia, não sei se assim é ou não,pois desconheço…mas quem sabe numa próxima…
    Paguei gorjetas por dia e por pessoa,tal como em mais 4que fiz…ouvi dizer que na MSC tinha deixado de o ser…mas o meu agente ligou para MSC representante Português e colocou em voz alta e a resposta que ouvi ,foi que era obrigatório…ate hoje continuo confusa….
    Uma cousa é certa sao umas ferias divinais se tudo corre pelo melhor….e como nunca oenso no pior,para mim são sempre boas,mas acho que numa próxima irei num navio menor 😉😘

    • Até Já!

      Olá Célia!

      Muito obrigada mais uma vez por ler o meu blog!
      Fico muito feliz por a ter desse lado! 🙂

      Quando eu viajei no Meraviglia (como disse no post: MSC MERAVIGLIA | Será mesmo uma maravilha?
      (pode ler aqui; http://ateja.pt/2018/12/05/msc-meraviglia-sera-mesmo-uma-maravilha/) nessa viagem também achei tudo muito confuso e pouco organizado.

      E isso aconteceu em Maio de 2018, nessa altura, fui fazer os Fiordes da Noruega e como estava muito frio, as pessoas tinham que estar todas em “indoor”, sendo que o barco tem muito espaço para ser explorado em ambiente descoberto. Vários bares e piscinas. Talvez por isso achei que havia alguma confusão.

      No seu caso, parece que também aconteceu o mesmo, sendo que o itinerário era com clima frio o que fazia o mesmo efeito das pessoas estarem todas na parte de dentro do barco.
      Mas sendo em Agosto, talvez as temperaturas estivessem mais agradáveis e as pessoas tivessem vontade de estar na parte de cima.

      A equipa com quem falei no Bellissima conhecia muito bem o Meraviglia, uma vez que tinham feito parte dos primeiros meses e dizem que foram aprendendo com os erros e com as criticas positivas.

      Eu não lhe posso garantir melhorias, porque ainda não voltei a viajar no Meraviglia, mas acredito que tenham melhorado (espero que sim).

      Concordo em relação a quartos com varanda, eles são maravilhosos quando pudemos usufruir deles. Quando me pedem opinião sobre que tipo de cabine comprar, digo sempre que cabine com varanda só vale a pena se a pessoa for claustrofobia e se tiver bom tempo, senão acaba por não servir para grande coisa.

      Em relação a comparar a Royal Caribbean com a MSC eu tenho aprendido com as viagens que já fiz em cruzeiro (até vou fazer um post sobre isso) que não devemos comparar companhias, porque, mesmo os barcos dentro da mesma companhia, podem ser muito diferentes.

      Dando-lhe um exemplo prático e sincero que se passou comigo: há 4 semanas atrás saí dentro de um barco que não gostei nada (que também irei falar disso no blog) e entrei num da mesma companhia que adorei. Passei do pior serviço que já tive para o melhor, e tudo na mesma companhia.

      A Royal Caribbean é uma companhia americana, muito habituada a barcos muito grandes, tem os 4 maiores barcos do mundo e com isso uma experiência grande em lidar com um número muito grande de pessoas a bordo.

      Mas mais uma vez digo que, cada barco é um barco.

      Quanto às gorjetas eu fiz este post:
      Mas afinal as GORJETAS são obrigatórias nos CRUZEIROS?
      Pode ler aqui:
      http://ateja.pt/2019/02/28/mas-afinal-as-gorjetas-sao-obrigatorias-nos-cruzeiros/

      E espanta-me saber que lhe disseram que na MSC são obrigatórias. Não sendo eu funcionária na MSC, posso dizer-lhe que a informação que tenho e que já vi várias vezes acontecer, é que NÃO são obrigatórias.

      Relativamente aos coletes, numa primeira fase também achei estranho, mas agora até acho que faça mais sentido. Na realidade, os coletes serão fornecidos no meeting point e assim, em caso de emergência, torna-se, por um lado, mais fácil a circulação e, por outro, caso a pessoa não esteja no quarto não é obrigada a ir à cabine buscar o colete.

      Agora fale-me do seu itinerário, acho que em breve irei fazer algo parecido! 🙂
      Em que cidades teve? Qual gostou mais? Tem alguma dica? 🙂

      E concordo consigo em relação ao tamanho do barco, também preferido mais pequenos! 🙂

      Muito obrigada!
      Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *