TIM VIEIRA FLIX,  Volta ao Mundo

Tim Vieira World Trip #5 | Chegaram a Yekaterimburgo! (4 Razões para visitar!)

E a viagem continua em território russo!

Hoje o destino da família Vieira é Yekaterimburgo.

Vamos conhecer um pouco mais sobre esta cidade que entre 1924 e 1991 se chamou Sverdlovsk, mas com o fim do regime socialista, recuperou o nome original.

Tem cerca de 1,4 milhões de habitantes, fazendo dela a 4.ª maior cidade da Rússia, atrás de Moscovo, São Petersburgo e Novosibirsk.

Yekaterimburgo fica situada na fronteira da Europa com a Ásia, na parte  oriental dos Montes Urais e a 1 667 km a leste de Moscovo.

Uma das principais atracções perto da cidade é um monumento em formato de estrela que simboliza a fronteira entre Europa e Ásia. Foi construído em 2004, no quilometro 17 da estrada para Kazan, num bosque. É ali que os turistas podem passar da Europa à Ásia com apenas um passo.

Na base do obelisco há duas rochas. A que simboliza a extremidade europeia chama-se Cabo da Roca (em Portugal) e a asiática, Cabo Dejnev, o ponto mais oriental do continente (localizado a oeste do estreito de Bering, a apenas a 82 km de distância do Alasca, na América do Norte).

Yekaterimburgo é cercada de pequenos lagos , de colinas arborizadas, parcialmente cultivada para fins agrícolas.

A cidade também é conhecida por abrigar a Casa Ipatiev, onde a família real russa  os Romanov, foi executada, durante a Revolução Russa. No local, foi construída a Igreja do Sangue, em celebração à canonização dos Romanov.

O primeiro presidente da Rússia após o fim da URSS, Boris Ieltsin, nasceu na cidade. O centro com o seu nome é um museu inovador da história russa moderna.

 

Fonte: Nationsonline

E porque será que Yekaterimburgo merece uma visita?

Ficam aqui 4 razões para conhecer esta maravilhosa cidade russa.

 

#1 ARQUITECTURA & ARTE

Segundo o Instituto de Clod Nicole Ledu, o planeamento e desenvolvimento arquitectónico de Yekaterimburgo é considerado entre as “12 cidades ideais” do mundo.

Yekaterimburgo tem mais de 600 monumentos históricos e culturais.

Tem também edifícios de pedra e madeira dos séculos XVIII e XIX, peças icónicas da arquitectura construtiva e dos arranha-céus mais a Norte no Mundo.

 

Fonte: Nationsonline

Apesar de Yekaterimburgo ser um movimentado centro de negócios, também é conhecido pela sua pegada artística próspera.

De figuras icónicas, como o falecido Old Man Bukashkin, a visionários premiados, como o grupo de artistas Where Dogs Run, até artistas de rua provocantes como Slava PTRK e Udmurt – a contribuição da cidade para a arte contemporânea russa é poderosa.

 

#2 MÚSICA & TEATROS & MUSEUS

É verdade! O Memorial dos Beatles fica no centro de Yekaterimburgo.

É, provavelmente, o local mais simbólico da cidade e um dos mais visitados.

Os Beatles, a banda de Liverpool, banida na URSS, inspirou o clube de rock mais influente do país.

 

Fonte: The Culture Trip

Hoje o legado musical de Yekaterimburgo é mais poderoso que nunca.

É em Yekaterimburgo que encontramos um dos mais antigos teatros da Rússia. Possui cerca de 40 teatros profissionais no activo, muitos dos quais ganharam não só o sucesso local, mas internacional.

 

Fonte: 2gis

Inaugurado em 1912, o Teatro de Ópera e Ballet Académico do Estado cresceu e tornou-se um dos teatros mais celebrados da Rússia, onde contou com lendas da ópera como Ivan Kozlovsky, Sergei Lemeshev e Irina Arkhipova.

Yekaterimburgo tem 60 museus e galerias de arte, que abrigam algumas raridades extraordinárias como o pavilhão de ferro fundido Kasli no Museu de Belas Artes.

 

#3 INDÚSTRIA

Yekaterimburgo é a melhor cidade da Rússia para negócios e investimentos.

É muitas vezes referida como a capital não oficial dos Urais – a região onde estão concentrados os maiores empreendimentos metalúrgicos da Rússia.

 

Fonte: The Moscow Times

O metal produzido pela fábricas de Yekaterimburgo foi usado para construir alguns dos marcos mais ilustres do mundo como a Estátua da Liberdade de Nova Iorque, a Torre Eiffel em Paris e as Casas do Parlamento em Londres.

A primeira metalúrgica construída em Yekaterimburgo foi em 1704!

 

#4 NATUREZA

Uma fronteira natural entre a Europa e a Ásia, os Montes Urais também são uma fonte ilimitada de diversão ao ar livre.

De esqui, passeios a cavalo, para-pente, canoagem, caiaque … há uma lista infindável de actividades que se pode fazer.

 

Fonte: Nationsonline

Pode-se ainda aproveitar para um passeio à tarde, no belo lago Shartash e o misterioso Kamennye palatki (tendas de pedra).

 

De facto esta cidade tem muito para explorar!

 

Já sabem, a viagem continua!

Nós aqui e a Família Vieira a desbravar o mundo!

 

Não se esqueçam de ficar desse lado a acompanhar a Volta o Mundo do Tim Vieira com a família!

 

Até já, ou melhor… até ao próximo episódio!

 

O ponto de encontro é aqui:

Blog Até Já!

Facebook

Instagram

 

E quem quiser subscrever a Newsletter do Até Já, receberá notícias no e-mail sobre esta viagem!

Explico em baixo como se faz a subscrição gratuita.

 

Para assistir à Tim Vieira Flix – Volta ao Mundo clique aqui!

 

Nota Importante:

Se alguma Agência de Viagem, Operador Turístico, empresa ligado ao sector das viagens e do turismo ou qualquer meio de difusão quiser usar este ou outro conteúdo meu, agradeço que me peçam autorização e que usem os devidos créditos.

 

 

Se quiser receber a Newsletter do Até já,  basta inscrever-se na barra lateral lado direito.

Fico feliz por estarmos mais perto!

 

 

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *