ROTEIROS & DICAS

12 DICAS FUNDAMENTAIS para criar o seu próprio ROTEIRO DE VIAGEM

Como sabemos, ao não sermos todos iguais, temos gostos diferentes.

E isso também entra quando se fala em viajar!

Quando vamos de férias a algum sítio pela primeira vez, fazemos muitas pesquisas e vemos vários roteiros feitos por várias pessoas.

Porém, ao sermos diferentes, nem todos gostamos de ir aos mesmos sítios ou fazer as mesmas coisas.

Há quem prefira um passeio mais histórico, outros ainda, adoram a natureza.

Há quem privilegie locais onde pode conhecer a vida local e degustar iguarias. Enfim, há de tudo um pouco!

Por isso, vou partilhar 12 dicas fundamentais para criar o seu próprio roteiro de viagem.

Depois de decidir o destino e de ter presente o que mais gosta de fazer nas férias, siga as seguintes dicas para criar o roteiro à sua medida.

E acredite que um roteiro bem feito garante que tenha uns dias mais organizados e que rentabilize mais o tempo, podendo até poupar algum dinheiro!

 

#1 ORÇAMENTO

Costuma-se dizer que se “não há dinheiro, não há palhaços” e, na verdade, o orçamento é um factor determinante para criar um roteiro à nossa medida.

Depois de decidir quanto dinheiro tem disponível para gastar nas férias, divida esse montante no que pode ou quer gastar em refeições, em atrações turísticas, em transportes para se movimentar no local e em compras que eventualmente queira fazer.

 

#2 DIAS

Não interessa querer visitar 100 monumentos se só for 2 dias para esse destino.

Por isso, é muito importante criar um roteiro ajustado à sua realidade.

Senão vai se sentir frustrado, vai andar completamente estafado a querer “picar o ponto” em tudo o que queria ver e o pior, não vai aproveitar nada!

 

#3 LIMITAÇÕES

O roteiro deve ser construído com base nas pessoas que o vão seguir.

Se por acaso tiver alguma limitação física, ou qualquer acompanhante, tem que ter isso em consideração.

É possível fazer adaptações de forma a que a viagem se torne inesquecível, sem deixar ninguém de lado.

 

#4 PONTOS TURÍSTICOS

Depois de estudar um pouco o destino para onde vai, comece a definir quais as atracções turísticas que gostaria de conhecer.

Faça essa escolha dentro da dica 1 e 2, ou seja, dentro do orçamento que tem disponível e dentro do tempo que vai ter nesse local.

Elabore uma lista com essa informação e tenha em atenção os horários e preços de cada atração turística.

Atenção que em alguns pontos turísticos a entrada é gratuita em determinados dias da semana.

 

#5 GOOGLE MAPS

Como sabemos, nas viagens o Google é o nosso melhor amigo!

Depois de escolher as atracçoes turísticas, comece a criar rotas no Google Maps, para ver as distâncias entre elas.

E, principalmente, para definir a melhor forma de ver tudo o que pretende sem perder muito tempo.

 

#6 HORÁRIO

Quando estiver a traçar a sua rota no Google Maps, tenha em atenção os horários das atracções turísticas.

Há muitas que encerram em algum dia da semana, ou encerram para almoço.

Tenha, ainda, em atenção os feriados locais.

 

#7 METEOROLOGIA

É fundamental saber a meteorologia quando estiver a criar o seu roteiro.

De nada vale escolher caminhar pela cidade toda, se depois apanhar um dia de chuva intenso.

Quando marca as férias, já sabe de antemão o tempo que normalmente está nessa altura do ano no local escolhido.

Mas como, por vezes, somos surpreendidos, convém uns dias antes da viagem confirmar a meteorologia e fazer os acertos necessários ao seu roteiro, se for caso disso.

 

#8 REFEIÇÕES

Como disse na introdução do post, há quem privilegie as refeições durante a viagem e goste de provar as iguarias locais.

Por isso, inclua o local das refeições quando estiver a criar a sua rota no Google Maps.

Escolha colocar o restaurante que tanto quer ir próximo de uma atração turística e perto da hora de almoço ou de jantar.

 

#9 TRANSPORTES

Depois de escolher as atrações turísticas, de criar a própria rota, convém ter definido como se vai movimentar nesse destino.

Informe-se de qual o transporte que mais lhe convém e que também esteja acessível perto do seu alojamento.

Há passes diários em grande parte das cidades, informe-se do preço e se lhe compensa em função do número expectável de utilização dos transportes.

Tenha também em atenção o horário dos mesmos.

 

#10 FLEXÍVEL

É certo que com um roteiro planeado ao dia e ao seu gosto, as probabilidades da viagem correr melhor, são grandes.

Mas, nem sempre as coisas correm como desejamos ou planeamos.

Comigo já aconteceram tantos imprevistos que aprendi a ser flexível e a adaptar o meu roteiro às circunstâncias.

Sem que fique triste ou chateada.

 

#11 INTERNET

Se tiver internet no telemóvel não terá qualquer problema em procurar alguma informação, caso se perca ou se precisar de saber alguma coisa.

Mas caso aproveite o Wi-Fi, acrescente ao seu roteiro alguns locais que têm Wi-Fi gratuito, como nos centros comerciais ou em cadeias internacionais de fast food.

 

#12 TEMPO LIVRE

Se escolheu esse destino para as próximas férias é porque tem uma curiosidade especial por esse local.

Então deixe algum tempo livre para se surpreender!

Veja como as pessoas locais vivem. Sinta a atmosfera do local.

Não fique com a sensação que passou os dias a correr e que regressa estafado e sem memórias de prazer.

 

Caso queiram conhecer o meu Roteiro a Hamburgo pode ver aqui:

Roteiro de Hamburgo

 

Se precisarem de ajuda para elaborar algum Roteiro, eu disponibilizo esse serviço.

Enviem um e-mail para:

ateja.pt@gmail.com

 

 

Se quiser receber a newsletter do Até já,  basta inscrever-se na barra lateral lado direito.

Fico feliz por estarmos mais perto!

 

 

Créditos das fotografias: Rawpixel

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *