TIM VIEIRA FLIX,  Volta ao Mundo

Tim Vieira World Trip #44 | 11 IMPERDÍVEIS em AUCKLAND

A Nova Zelândia em 2019 terá cerca de 5 milhões de habitantes e 1,4 milhão vivem em Auckland.

Foi fundada em 1840, e foi a capital da Nova Zelândia até 1865.

É também o lugar mais cosmopolita do país, onde poderá também encontrar imigrantes de todo o Mundo.

 

Fonte: Mathew Waters

A 37º de latitude sul, na ilha Norte, a cidade de Auckland está situada sobre um estreito que separa dois portos naturais: o porto de Manukau, aberto ao Mar da Tasmânia, a oeste e o de Waitemata, que se abre ao Golfo de Hauraki do Oceano Pacífico, a leste.

Umas das características da cidade é que se localiza sobre um vulcão e há um grande número de geiseres no local.

 

#1 Sky Tower

A torre com 328 metros de altura é a principal atração de Auckland. A subida aos pontos de observação é obrigatória para qualquer turista.

O valor da entrada é de 29 NZD por pessoa (cerca de 19 euros). Caso tenha reservado jantar num dos restaurantes da torre, como no The Sugar Club, não precisará de pagar para subir.

 

Fonte: Get your guide

Se é daqueles que gosta de aventura, não pode perder o Sky Jump (salto de 192m) e/ou o Sky Walk (que é andar numa plataforma de 1,2 metros de largura a 192m do chão!!).

Mas recomenda-se que suba na torre para ter a vista de Auckland à noite (as plataformas de observação ficam abertas até às 22h, e no Verão ficam até mais tarde ainda). É que a vista noturna é muito mais bonita.

 

#2 Queen Street

Dificilmente não passará por essa avenida, que é a mais importante de Auckland, onde estão localizadas lojas, restaurantes, cinemas, teatros, parques, bares, e mercados.

É o coração de Auckland e corta todo o centro da cidade.

 

Fonte: ourauckland.aucklandcouncil

Passe pela Real Groovy, não necessariamente para comprar nada, mas somente para apreciar os discos, livros, enfeites ou acessórios que estão à venda.

 

#3 Ponsonby

O bairro e avenida (de mesmo nome) ficam próximos da região central de Auckland, e têm um ar mais requintado e tranquilo.

 

Fonte: travelandleisure

Se quer almoçar num bistrô, provar o café neozelandês ou sair à noite para tomar um copo num bar, a Ponsonby Road é o lugar certo.

 

#4 K Road

Sem dúvida é onde a cena cultural mais alternativa e retrô acontece em Auckland.

A avenida é recheada de lojas de artigos em segunda mão, bares, cafés e descotecas, mas a atração principal, mesmo, é o movimento de pessoas por ali.

 

Fonte: Tripadvisor

A K Road fica a cerca de 10 minutos a pé do coração de Auckland.

 

#5 Cornwall Park e One Tree Hill

O parque e o vulcão, com 182 metros de altura, formam o maior complexo de área verde de Auckland.

Dá para passar o dia todo por lá: fazer caminhadas, visitar o “planetário” e museu.

 

Fonte: ourauckland.aucklandcouncil

Subir até o topo do One Tree Hill, descansar no relvado e até fazer um churrasco – o parque conta com opções de churrasqueiras elétrica e à lenha para os visitantes.

Partindo do centro, o trajeto de autocarro ou comboio leva cerca de 30 minutos.

 

#6 Mount Eden

É o monte mais alto de Auckland, com 196 metros de altura, e vista panorâmica para toda a cidade com indicações das direções de cada bairro.

Auckland é cercada por mais de 50 vulcões e visitar um deles não pode ficar fora da lista de pontos turísticos.

 

Fonte: Lonely Planet

O Moute Edén fica a, aproximadamente, 20 minutos de autocarro do centro da cidade, sem contar a subida a pé. As crateras do vulcão formadas há milhares de anos são obras incríveis da natureza.

 

#7 Takapuna

Takapuna é um bairro na região norte de Auckland, onde dá para aproveitar o estilo de praia mais descontraído.

 

Fonte: greaterauckland

Fica a cerca de 15 minutos de autocarro do centro, e é sempre uma ótima opção para passar os dias de Verão, seja no relvado de frente para o mar ou a praticar algum desporto aquático.

 

#8 Long Bay

Outra praia na região norte de Auckland, um pouco mais afastada, é Long Bay, que dista cerca de 30 kms do centro de Auckland.

O percurso de autocarro leva uma hora e meia, mas vale a pena.

 

Fonte: longbay

A praia é mais tranquila e não tem tanto ar citadino.

Além disso, é possível aproveitar espaços para fazer um churrasco ou um piquenique no parque com vista para o mar.

 

#9 Devonport

Já é considerada “Grande Auckland”, mas na verdade é uma pequena cidade vizinha.

Tem casas do século XIX, onde ocorreu o primeiro assentamento europeu. Além da praia, tem um monte famoso pela vista do pôr do sol, o Monte Victória.

 

Fonte: aucklandnz

É necessário apanhar o ferry boat até lá, o percurso leva cerca de 10 minutos, e depois caminhar até ao topo.

O cair da noite é um espetáculo com vista para toda a cidade, o mar e a Skytower de fundo.

 

#10 Rangitoto

Rangitoto é uma ilha vulcânica que pode ser vista de vários pontos de Auckland.

São mais de 5 kms de diâmetro de terra e um pico que chega a 260 metros de altura.

 

Fonte: aucklandnz

A principal atração é fazer o trilho até o topo de Rangitoto, passando por formações vulcânicas e vistas espectaculares de Auckland.

A viagem de ferry boat até lá, saindo de Auckland, dura cerca de 30 minutos.

 

#11 Waiheke Island

Ainda na série dos passeios acessíveis via ferry boat, está a ilha Waiheke, uma atração tanto no Verão, como no Inverno.

O percurso de barco dura 40 minutos.

 

Fonte: newshub

Na ilha é possível alugar um carro ou moto para conhecer as praias nos arredores, ou contratar um tour que leva turistas de autocarro para as principais atrações.

No Inverno, são as vinhas de Waiheke que recebem a maior parte dos visitantes.

 

 

Créditos da fotografia de destaque: Holgi

 

Não se esqueçam de ficar desse lado a acompanhar a Volta o Mundo do Tim Vieira com a família!

 

Até já, ou melhor… até ao próximo episódio!

 

O ponto de encontro é aqui:

Blog Até Já!

Facebook

Instagram

 

E quem quiser subscrever a Newsletter do Até Já, receberá notícias no e-mail sobre esta viagem!

Explico em baixo como se faz a subscrição gratuita.

 

Para assistir à Tim Vieira Flix – Volta ao Mundo clique aqui!

 

Nota Importante:

Se alguma Agência de Viagem, Operador Turístico, empresa ligado ao sector das viagens e do turismo ou qualquer meio de difusão quiser usar este ou outro conteúdo meu, agradeço que me peçam autorização e que usem os devidos créditos.

 

 

Se quiser receber a Newsletter do Até já,  basta inscrever-se na barra lateral lado direito.

Fico feliz por estarmos mais perto!

 

 

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *