DESTINOS,  ROTEIROS & DICAS

20 CURIOSIDADES de Hamburgo

Já falei várias vezes de Hamburgo aqui no blog e em baixo vou deixar os links de todos os posts sobre essa maravilhosa cidade.

E antes de fazer o Roteiro de Hamburgo que me tem pedido tanto, e que prometo sair em breve, decidi partilhar algumas curiosidades que me deixaram surpreendida e até inquietante de Hamburgo.

 

# 1 Cidade Estado

Hamburgo, oficialmente Cidade Livre e Hanseática de Hamburgo.

O nome oficial reflete a história de Hamburgo vem da sua história como membro da Liga Hanseática medieval, uma Cidade Imperial Livre do Sacro Império Romano-Germânico, uma cidade-Estado que se tornou um dos 16 estados alemães.

Antes da Unificação da Alemanha de 1871, a cidade era um Estado totalmente soberano.

 

# 2 Segunda cidade

A maior cidade da Alemanha é Berlim, e a segunda?

Será a Munique do futebol, da cerveja e da Opel?

Será Frankfurt, o centro financeiro da Alemanha e da Zona Euro?

Será Bona, a antiga capital da República Federal Alemã (no tempo das “duas Alemanhas”)?

Não: a segunda cidade da Alemanha é mesmo Hamburgo.

 

# 3 Segundo porto da Europa

Para o crescimento desta cidade do Norte da Alemanha muito contribuiu a importância que, desde sempre, teve o porto de Hamburgo como importante entreposto entre a Alemanha e o exterior e fundamental para as exportações das muito competitivas indústrias alemãs do automóvel, química e metalúrgica.

Hoje Hamburgo tem o 2º maior porto da Europa, apenas superado pelo de Roterdão, na Holanda.

 

#4 Terminal de Cruzeiros

Mas hoje o porto de Hamburgo não é só um importante local de movimentação de cargas, mas também dispões de três terminais de cruzeiros, de onde partem cruzeiros para os Fiordes da Noruega, para a Escócia e Islândia, para o Reino Unido e Irlanda do Norte, para a Bélgica, Holanda e norte de França ou, para leste, para as Capitais Bálticas.

 

#5 Speicherstadt: maior bairro de armazéns do mundo

O Speicherstadt (literalmente: ‘Cidade dos Armazéns’) é o maior bairro de armazéns do mundo, onde os mesmos são construídos sob alicerces de madeira.

Foi construído entre 1883 e 1927 e declarado Património da Humanidade pela UNESCO em 2015.

 

#6 Beatles

São de Liverpool, mas foi a passagem por Hamburgo que permitiu ganhar o traquejo de palco e adquirir a excelência após milhares de horas de trabalho.

“Foi Hamburgo que fez o milagre. Foi lá que realmente nos desenvolvemos. Para manter os alemães acesos e o ânimo elevado por 12 horas de cada vez, suamos a camisa. Nunca teríamos aprendido tanto se tivéssemos ficado em casa.” – John Lennon em 1967

 

#7 Bairro de Prostituição

E onde se instalaram os Beatles?

Provavelmente no 2º lugar (a seguir ao Red Light District de Amsterdão) mais conhecido da Europa pela vida noturna: o Reeperbahn, em St. Pauli.

Reeperbahn em alemão é também chamada de sündigste Meile (“a milha mais pecadora”) devido ao elevado número de bordéis, casas de strip stease e bares de marinheiros.

Para além dos Beatles, também aqui tocaram grandes nomes do rock: Jimi Hendrix, Janis Joplin, David Spencer Group, Rolling Stones, The Who, Animals, The Doors, entre outros.

 

#8 Nivea

A Nivea é uma marca da empresa Beiersdorf AG, sediada em Hamburgo.

A loja da marca, na principal marginal da cidade junto ao lago Alster (a Jungfernstieg) é um local imperdível para os fans dos produtos nívea.

 

#9 Douglas

Eu adoro perfumes e estranhei a dimensão, e sobretudo, das marcas de cosméticos presentes nas perfumarias Douglas em Hamburgo.

Mas em Hamburgo a Douglas não é mais uma marca de uma cadeia multinacional presente na cidade.

Na realidade, é uma filha da cidade, fundada em 1910 pelas irmãs Anna e Maria Carstens.

Hoje é um dos principais retalhistas da indústria europeia de produtos de beleza, com cerca de 2 500 perfumarias e lojas online.

 

#10 Imprensa

Os jornais semanais Der Spiegel (revista) e Die Zeit estão sediados em Hamburgo, sendo, provavelmente os dois semanais alemães mais conhecidos no mundo.

 

#11 Cadeiras nos jardins

O civismo desta sociedade do Norte da Europa permite que nos espaços públicos existam cadeiras similares aos de uma explanada, mas que estão ali para quem quiser de sentar.

 

#12 Comer Peixe no Mercado de Madrugada

É uma tradição das madrugadas de Domingo, após uma noite animada e bem regada da Sábado, os jovens costumam passar por aqui para aconchegarem o estomago antes de regressarem a casa.

 

#13 Jungfernstieg

Para mim, que adoro água, é a rua mais bonita da cidade.

Esta marginal estende-se por cerca de 600 m ao longo das margens sul e sudoeste do lago Binnenalster.

Se acha os alemães frios, pasme-se a vê-los num dia sol feito lagartos sentados (ou quase deitados) nos degraus entre a rua Jungfernstieg e o lago.

 

#14 Rathaus: o edifico antigo mais emblemático

Perto de Jungfernstieg encontra-se o edifício mais emblemático da cidade, o Rathaus (Câmara Municipal).

Construído entre 1886 e 1897 em estilo Neo-renascentista cujo portal, na base da enorme torre, é adornado com esculturas de 20 imperadores.

No pátio poderá descobrir o brasão de Lisboa, entre os brasões de cidades com as quais Hamburgo mantinha relações comerciais.

 

# 15 Elbphilarmonie Concert Hall

Junto ao Elba, encontra-se o edifício moderno mais ambicioso e de maior relevo, a Elbphilarmonie Concert Hall, um grande centro cultural que reúne salas de espetáculos, hotéis e lojas.

 

#16 Pontes

Hamburgo é praticamente cercada por todos os lados por água.

O Rio Alster foi dividido em dois lagos que se encontram em ambos os lados da cidade, o Binnen e Aussenalster (interior e exterior) e o Rio Elba (a os seus afluentes) flui através do mar do Norte.

Toda esta água significa abundância de canais, riachos e pontes.

Na verdade, é Hamburgo tem mais pontes dentro de seus limites de cidade do que qualquer outra cidade do mundo e mais canais do que Amsterdão e Veneza juntos.

 

#17 Barcos aportados

Ao longo da marginal é possível visitar os barcos-museu.

Rickmer Rickmers é um veleiro, de três mastros, ancorado como navio museu no porto de Hamburgo, quando era denominado de Sagres serviu como navio-escola da Marinha Portuguesa, entre 1927 e 1962.

Cap San Diego o maior barco-museu do mundo.

O submarino U-434,um submarino russo construído em 1976 e utilizado como espião para operações secretas no território dos EUA, hoje funcionar como um museu.

Ou um barco típico do Mississípi, que nos faz lembras as aventuras de Tom Sawyer, de Mark Twain.

 

#18 Vasco da Gama em Hafencity

Parte da antiga zona do Porto de Hamburgo está num processo de reabilitação urbana comparável do que sucedeu em Lisboa na Zona da Expo98.

Em Hafencity e, para homenagear os grandes navegadores, os edifícios têm os seus nomes.

Um deles é o edifício Vasco da Gama.

 

#19 Hamburgo SV

O principal clube da cidade, o Hamburgo SV foi campeão europeia em 1983, mas na última temporada desceu à 2.ª divisão, pelo que, pela 1.ª vez na sua história vai jogar na 2.ª divisão (na temporada de 2018/19).

Assim, desde a criação da Bundesliga (a Liga alemã) em 1962, o Hamburgo era o único totalista.

 

#20 St Pauli

Fundado em 15/05/1910, o St. Pauli  é um clube de futebol, que esteve na I Liga pela última vez em 2011.

Considerado o clube mais “roqueiro” do mundo, a equipa normalmente entra em campo com a música ‘Hells Bells’ do AC/DC.

Hamburgo também possui o maior evento gótico do mundo, é muito normal ver as camisolas da equipa do St. Pauli nessas atrações.

A alcunha do clube é “os piratas da Liga” com um dos símbolos do clube a ser precisamente uma bandeira com uma caveira, ao jeito dos piratas.

 

Créditos das fotografias:

Todas as fotografias são propriedade de Até Já.

 

Ainda sobre Hamburgo, podem ler mais posts aqui:

Hamburgo foi uma surpresa INCRÍVEL

Hamburgo | Informações Gerais

HAMBURGO | Best Western Premier Alsterkrug Hotel

Hamburgo e a MELHOR PIZZA do mundo

COMPRAS em Hamburgo

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *