TIM VIEIRA FLIX,  Volta ao Mundo

Tim Vieira World Trip #19 | Banguecoque

A Família Vieira já saiu de Banguecoque, mas não poderíamos deixar de falar de uma das cidades mais maravilhosas do mundo aqui no blog!

Banguecoque é a capital e a cidade mais populosa da Tailândia, além do principal centro financeiro, empresarial, comercial, cultural e histórico do país.

É a 10ª cidade mais populosa da Ásia e a 24.ª quarta mais populosa do Mundo.

Banguecoque destaca-se pelo seu património arquitectónico e cultural com imensos templos, palácios, museus, teatros, bibliotecas e universidades.

 

Fonte: BusinessMirror

Os principais marcos da capital da Tailândia são a sua cultura assim como os seus distritos notórios que lhe deram um apelo exótico.

Por tudo isto, Banguecoque é um dos principais destinos turísticos do mundo.

É nomeado a cidade mais visitada na Global Destination Cities Index da MasterCard, e foi nomeada a “Melhor Cidade do Mundo” durante quatro anos consecutivos pela revista norte-amerciana Travel + Leisure.

Em 2006, foi a 2.ª cidade com maior número de turistas no mundo, com 10,35 milhões de turistas no ano, sendo superada apenas por Londres.

 

Fonte: Bangkok.com

Mas quantidade não significa que tudo seja bom, porque devido ao crescimento rápido, associado a pouco planeamento e regulação de urbanismo, resultou numa paisagem urbana desordenada e infraestruturas desadequadas.

Mas, hoje em dia, Banguecoque já se encontra mais organizada e planeada para nos receber!

Eu adorei Banguecoque, apesar de no primeiro dia sentir que estava num filme, tal não era a confusão de transito e pessoas por todo o lado.

Mas fora isso, adorei e voltarei sempre de sorriso na cara.

Voltando ao tema da cultura, Banguecoque é um paraíso de templos e por isso vou partilhar 5 templos imperdíveis e que merece, com certeza, uma visita!

 

Fonte: homeiswhereyourbagis

Templo do Buda Reclinado (Wat Pho)

Tem 46 metros por 15 de altura, é enorme e lindo. É totalmente coberto de ouro e é impossível não ficarmos pasmados a admirar. É obrigatório visitar.

Fica muito perto do Grand Palace, por isso, dá para ver logo a seguir.

 

Grand Palace | Templo do Buda de Esmeralda (Wat Phra Kaew)

São os monumentos mais conhecidos e mais visitados de Banguecoque.

Wat Phra Kaew ou o Templo do Buda de Esmeralda está dentro do Grand Palace. É o templo budista mais importante e venerado da Tailândia.

O Grand Palace foi construído em 1782, foi residência real durante cerca de 150 anos e, ainda hoje, é usado para eventos especiais da família real.

 

Templo do Buda de Ouro (Wat Traimit)

Fica na Chinatown de Banguecoque e não é tão popular como os outros templos, mas é uma beleza imperdível e tem uma das imagens de Buda mais importantes da Tailândia.

Trata-se de uma estátua de ouro maciço com 5 metros de altura e 5,5 toneladas, dizem que será a maior estátua do mundo em ouro. E é tão bonita!

 

Templo de Mármore (Wat Benchamabopit)

O Wat Benchamabopit é um dos mais belos templos de Banguecoque. Tem uma identidade única, que passa pela arquitectura tailandesa com inspiração europeia.

Actualmente ainda está em actividade, é o cenário da ordenação de jovens monges e de celebrações religiosas.

 

Templo da Aurora ou Templo do Amanhecer (Wat Arun)

Fica localizado em frente ao Grand Palace, na margem do Rio Chao Praya.

São 80 metros de beleza pura!

 

Para além dos templos, também há Mercados, Passeios, Comidas, Compras que fazem parte de um roteiro a Banguecoque!

 

Fonte: Bangkok.com

Mercados

Para além de Patpong (que falo a seguir) existem vários tipos de mercado que valem bem a pena visitar: o mercado das flores, o mercado das frutas, o weekend market e o mercado flutuante.

 

Khao San Road

É aquilo que se vê nos filmes e pensamos ser um cenário. Mas não é!

É considerada a rua mais famosa de Banguecoque e do Sudeste Asiático.

De noite vê se melhor a magia desta rua, tem aquele movimento caótico e até assustador, muitas luzes dos carros e das montras, muitas, mas mesmo muitas pessoas, muitas lojas, muitos bares, muita prostituição e bares de sexo.

Pode-se encontrar de tudo ou até mesmo, relaxar numa foot massage para aliviar as dores das caminhadas! 🙂

 

Patpong

O Patpong é um mercado nocturno onde mostra bem a diversidade que se vive em Banguecoque. Nesse mercado encontra-se roupa, malas falsificadas, restaurantes, souveniers, brinquedos eróticos, tecidos, prostituição, ratazanas a passarem-nos pelos pés. Enfim, há de tudo… mesmo!

A prostituição é muito feia de se ver. As meninas são muito novas e estão sempre a abordar homens sozinhos, mulheres sozinhas, casais… o que for, elas abordam para levarem para dentro dos bares.

 

Comer

Tantos e tantos restaurantes. Mas ir a Banguecoque e não comer na rua é como ir a Roma e não ver o Papa.

Aproveitem o passeio pela rua que nunca dorme, a Khao San Road ou mesmo Patpong para provarem algumas iguarias, como o Pad Thai.

Há imensas opções de comida por lá, é arriscar e provar. Sinceramente, não vi nenhum “bichinho” assim muito esquisito à venda por lá, mas sei que eles comem larvas, gafanhotos e grilos.

 

Fonte: Grand Sukhumvit Hotel Bangkok

Compras

Siam Square é uma zona com vários centros comerciais, cinemas, hotéis, lojas de rua.

Siam Paragon: tem lojas de luxo, como Chanel, Dior e todas as do género. Mas também tem a Zara, a H&M.

Siam Center: aqui encontram-se a MAC, Sephora, Forever 21, designers locais.

Siam Discovery: mais um centro comercial grande e com ar moderno. Lá dentro está o museu de cera Madame Tussauds de Banguecoque.

MBK Center: é o centro comercial mais conhecido e visitado da Tailandia e também o mais confuso (pelos mesmos motivos). Parece uma feira em tamanho gigante.

 

Mercados

Os mercados de rua que já falei em cima, são também óptimas opções de compras. Quer para quem gosta de falsificações de grandes marcas, como para artesanato local. E os preços são geralmente mais baixos e consegue-se sempre regatear.

 

Diversão Nocturna

Há bares por todo o lado. Para quem procura noites mais atrevidas também está na cidade certa, há muita oferta nesse sentido.

Aproveitem as massagens, vale mesmo a pena.

 

Créditos da fotografia de destaque: Wine Enthusiast Magazine

 

No diário da semana anterior, podem espreitar algumas fotografias da Família Vieira da capital da Tailândia!

Do Vietname para a Tailândia

 

Não se esqueçam de ficar desse lado a acompanhar a Volta o Mundo do Tim Vieira com a família!

 

Até já, ou melhor… até ao próximo episódio!

 

O ponto de encontro é aqui:

Blog Até Já!

Facebook

Instagram

 

E quem quiser subscrever a Newsletter do Até Já, receberá notícias no e-mail sobre esta viagem!

Explico em baixo como se faz a subscrição gratuita.

 

Para assistir à Tim Vieira Flix – Volta ao Mundo clique aqui!

 

Nota Importante:

Se alguma Agência de Viagem, Operador Turístico, empresa ligado ao sector das viagens e do turismo ou qualquer meio de difusão quiser usar este ou outro conteúdo meu, agradeço que me peçam autorização e que usem os devidos créditos.

 

 

Se quiser receber a Newsletter do Até já,  basta inscrever-se na barra lateral lado direito.

Fico feliz por estarmos mais perto!

 

 

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *