DESTINOS,  ROTEIROS & DICAS

JAMAICA | Será que foi um destino marcante?

Confesso que a Jamaica nunca foi um sonho e nem sequer tinha um especial desejo ou curiosidade de conhecer.

Por nada em especial, simplesmente porque nunca tinha pensado na Jamaica como um destino de férias.

Nem mesmo pelo Bob Marley, que até me faz abanar as ancas ao som dele!

Ou pelo Usein Bolt, de quem sou mesmo muito fã!

E mesmo a marcação da viagem foi estranha, pois foi tudo tratado em menos de 4 a 5 dias e de repente já estava no avião a caminho do país do reggae.

E se vos disser que nesse mesmo ano ainda voltei mais duas vezes?

Pois é, a vida dá voltas incríveis e as viagens são isto mesmo.

Um misto de experiências e uma enorme aprendizagem.

A Jamaica é uma ilha situada no bonito Mar das Caraíbas.

Não é uma ilha enorme como Cuba, mas tem uma extensão de costa muito longa.

Tal como aconteceu com outras ilhas nas Caraíbas, também a Jamaica foi colonizada pelos espanhóis onde ficou conhecida como Santiago.

Mas em 1655 a ilha passou para domínio inglês e foi nomeada de Jamaica.

A independência do Reino Unido aconteceu apenas em 1962.

Kingston é a maior cidade e a capital do país e a população ronda um milhão de habitantes.

A Jamaica é coberta por um rasgo de misturas de cores lindíssimas, o azul do mar, o verde forte da vegetação e os tons terra da natureza daquele povo.

A magia da música faz parte de cada esquina e o sorriso em cada rosto.

Como eles dizem: Yaman, Jamaica no problem!

Apesar da língua oficial ser o patois, quase toda a gente fala inglês, eu achei aquele inglês um pouco difícil de compreender (pelo menos no início).

Aquele sotaque jamaicano torna-se difícil de perceber, mas até engraçado de se ouvir.

A moeda é o dólar jamaicano, mas facilmente aceitam o dólar ou euro (embora, em alguns locais, façam cotações bizarras para o euro, onde um euro vale menos do que um dólar americano).

E regatear é mais que normal por lá!

É um país relativamente seguro, pelo menos eu não senti perigo em qualquer lugar que estive.

Mas convém ter os mínimos de noção para não se colocarem em perigo.

Também é normal venderem droga quase como se fosse um souvenir da Ilha.

Assim como é normal ver pessoas a fumar droga em qualquer esquina.

Ao principio estranha-se, depois, como dizia Fernando Pessoa a propósito da Coca Cola, entranha-se.

Neste aspecto não posso falar, porque não provei a iguaria da ilha, mas vi vários turistas com happy face depois de a provarem!

Mas, mesmo assim, pelo que entendi há regras apertadas e multas para quem é apanhado a vender ou a fumar, por isso, cuidado!

Na Jamaica o clima é quente praticamente o ano todo, a temperatura anual varia entre os 20ºC e os 35ºC.

A época dos furacões vai de Julho a Novembro.

É um povo simpático, alegre e, sobretudo, despreocupado. Também porque a erva ajuda neste aspecto!

Montego Bay é considerada a principal cidade turística da ilha e fica situada na costa noroeste.

Em outro post falarei melhor de Montego Bay.

Outra cidade muito apetecida pelos turistas é Ochos Rios, que também falarei melhor sobre ela em outro post.

Quando me perguntam: 10 coisas imperdíveis na Jamaica?

#1 Praia Walter Fletcher em Montego Bay

#2 Quedas de água Dunns River Fall em Ochos Rios

#3 Mystic Mountain (parque temático de aventura e natureza) em Ochos Rios

#4 Museu do Bob Marley em Kingston

#5 Praias Seven Mile Beach e Long Bay em Negril

#6 Rick’s Cafe em Negril

#7 Os Cliffs (formações rochosas junto ao mar) em Negril

#8 Blue Lagoon (onde foi gravado o maravilhoso filme “A Lagoa Azul”), em Port Antonio (fica a cerca de 100km de Ochos Rios)

#9 Rose Hall, provavelmente o mais famoso palácio da Jamaica

#10 Ir a um bar local e dançar ao som de reggae

 

Se quiserem ler mais posts sobre ilhas das Caraíbas podem encontrar aqui:

Punta Cana
Cuba

 

Em breve sairão mais posts sobre a Jamaica, nomeadamente Montego Bay e Ochos Rios.

E como sei que muitos desse lado, têm aquele bichinho pela vida a bordo de cruzeiros, como eu, também irei falar dos portos e até dar algumas ideias de excursões.

No fim disto tudo, direi porque a Jamaica acabou por ser um dos destinos que mais marcou a minha vida!

 

Créditos das fotografias: Propriedade do blog Até já!

 

 

Se quiser receber a Newsletter do Até já,  basta inscrever-se na barra lateral lado direito.

Fico feliz por estarmos mais perto!

 

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *