CRUZEIROS,  DESTINOS,  ROTEIROS & DICAS

Informações sobre o PORTO de Hamburgo

Quando comecei a fazer cruzeiros, uma das informações que mais procurei era sobre os portos.

Queria saber se eram perto da cidade, se havia transportes públicos, se a zona era perigosa… enfim, queria saber onde ia desembarcar!

Nem sempre foi fácil ter essa informação.

Por isso, decidi que em cada porto que eu desembarque, vou escrever sobre ele afim de vos poder ajudar a esclarecer as mesmas dúvidas que eu tenho quando vou fazer um cruzeiro e quero esmiuçar um pouco sobre cada porto.

Por isso, partilho convosco informações sobre o:

PORTO DE HAMBURGO

História e Geografia

Falar de Hamburgo sem falar do seu porto e impossível.

Desde sempre que o porto dominou a vida da cidade.

Não fosse Hamburgo a segunda maior cidade do pais e considerada a cidade mais com mais milionários da Alemanha.

A região de Hamburgo e, de um modo geral, o Norte da Alemanha, necessita do porto para fazer escoar os seus inúmeros produtos industriais, sobretudo ao nível da indústria metalúrgica, da indústria química (de Hamburgo sai para o Mundo, por exemplo, os produtos da Nivea) e das máquinas e equipamentos, onde se destacam os automóveis.

O Porto de Hamburgo foi fundado em 1189 e está localizado no rio Elba.

É carinhosamente apelidado de “Porta para o Mundo” e é o maior porto da Alemanha e o 2.º mais movimentado da Europa, apenas superado pelo de Roterdão, na Holanda.

Assim, a zona portuária foi ocupando uma grande parte da cidade o que foi provocando algum virar de costas dos habitantes face ao Elba.

Mas, nos últimos anos, tem havido uma opção clara no sentido de a cidade abraçar o rio.

O paradigma dessa nova filosofia é a zona de Haffen city.

Esta zona está a sofrer uma revolução semelhante à observada em Portugal com a zona da Expo 98/Parque das Nações.

 

Terminal de Cruzeiros

O porto de Hamburgo não é só um importante local de movimentação de cargas, mas também dispões de três terminais de cruzeiros.

De lá partem cruzeiros para os Fiordes da Noruega, para a Escócia e Islândia, para o Reino Unido e Irlanda do Norte, para a Bélgica, Holanda e norte de França ou, para leste, para as Capitais Bálticas.

Este porto tem três terminais de cruzeiros.

Por isso, convém saber qual o terminal onde o seu cruzeiro vai parar.

 

HafenCity Cruise Center

Abriu em 2014 e está relativamente perto do centro da cidade.

A estação de metro Uberseequartier fica perto do final da linha U4.

Distância a pé até ao centro da cidade (Rathaus, a Câmara Municipal): 1,7 km (23 minutos)

Atracções próximas: toda a zona de HafenCity, o Museu Marítimo (750 m), o Elbphilharmonie (1,0 km).

Para mais detalhes da zona de HafenCity, veja o Roteiro de Hamburgo.

 

Altona

Estação de S-Bahn (comboio) de Hamburg Konigstrasse fica a um par de quarteirões a norte.

Há uma paragem dos ferrys do porto aqui, em Altona Fischmarkt (mercado de peixe), também. Apanhe as linhas 61 ou 62 para uma paragem para Landungsbrucken.

Distância a pé até ao centro da cidade (Rathaus): 4,2 km (53 minutos).

Atracções próximas: toda a zona de Altona, que até ao início do seculo XX foi uma cidade independente de Hamburgo.

Destaque-se a antiga Câmara Municipal (900 m) e o Fischmarkt (1,1 km).

Para mais detalhes da zona de Altona, veja o Roteiro de Hamburgo.

 

Steinwerder

O cais menos acessível do outro lado do rio.

Há uma paragem de ferry para o porto, Argentina Bridge, perto deste terminal.

Pode apanhar a linha 73 para Landungsbrucken (apenas durante a semana), onde pode ligar ao S-Bahn (comboio) ou ao metro.

Veja o post sobre os transportes aqui. Eu acabei por ir de táxi para o terminal.

Distância a pé até ao centro da cidade (Rathaus): 5,6 km (1h9m)

Atracções próximas: nada de relevante, uma vez que este terminal está próximo da zona portuária de transportes de mercadorias.

Cidade

Tenho vários posts sobre Hamburgo aqui no blog que vos podem dar mais a conhecer a cidade, podem encontrar todos aqui:

Hamburgo

 

Segurança

Hamburgo é uma cidade muito segura e os habitantes muito prestáveis, por isso, não hesitem em tentar chegar à fala com eles, pois eles ajudam tranquilamente!

 

 

Se quiser receber a newsletter do Até já,  basta inscrever-se na barra lateral lado direito.

Fico feliz por estarmos mais perto!

Créditos das fotografias: Até já!

 

Já me seguem nas redes sociais?

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *